Declarações de ruptura constitucional do general Braga Netto são repudiadas por sociedade civil

Entidades se manifestam em apoio ao regime democrático brasileiro

IDS e outras organizações da sociedade civil abaixo-assinadas manifestam seu repúdio às declarações de ruptura constitucional publicadas no jornal O Estado de São Paulo e atribuídas ao comandante das Forças Armadas, general Braga Netto. Mais grave ainda é o posicionamento reiterado pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, sistematicamente atacando, sem provas, o sistema eleitoral legal e constitucional do Brasil.

Em matéria publicada dia 22 de julho, Braga Netto manda recado inconstitucional à sociedade: Ministro da Defesa faz ameaça e condiciona eleições de 2022 ao voto impresso

Para Mauro Menezes, ex-presidente da Comissão de Ética da Presidência, ministro pode ser enquadrado na Lei do Impeachment por crime de responsabilidade (leia aqui).

Declaramos nosso apoio incondicional ao regime democrático e ao Estado Democrático de Direito no Brasil. Condenamos qualquer tentativa de retrocesso e convidamos todos os setores da sociedade e as instituições de Estado a se manifestarem em defesa da Constituição Federal e dos Poderes da República, bem como o direito às eleições livres e diretas.

Ratificamos que nossas organizações são totalmente apartidárias e nosso princípio norteador é a democracia.

Instituto Akatu

Instituto Capitalismo Consciente Brasil

Instituto Democracia e Sustentabilidade (IDS)

Instituto Ethos de Empresas e Responsabilidade Social

Sistema B Brasil

Foto: JMNotícias

Parceiros