Segurança Hídrica

A premissa basilar de nossa atuação nesse eixo programático é compreender a água como questão central e concreta para necessária convergência entre os valores da democracia e da sustentabilidade, uma vez que se trata de um direito, um bem público e um recurso natural vital e limitado, que exige, portanto, uma gestão sustentável e participativa. 

A gestão sustentável deste recurso, por meio do uso racional e de políticas públicas adequadas, deve estimular o engajamento e a consciência coletiva, qualificando a participação social ativa e construindo as bases de uma “cidadania hídrica”. Ao mesmo tempo em que o fortalecimento da cidadania é essencial para uma nova cultura de cuidado com a água. Foi partindo dessa visão que o Instituto decidiu assumir o papel de contribuir ativamente com essa importante agenda.

A atuação nessa agenda é urgente e estratégica no cenário atual de extrema complexidade, com o crescimento populacional, a concentração nas cidades e as mudanças climáticas dificultando cada vez mais a gestão da água. Contudo, o conceito de segurança hídrica ainda é quase exclusivamente vinculado aos esforços para aumentar a oferta de água, normalmente por meio de grandes obras públicas. Por isso, o IDS vem trabalhando para promover debates e ações que incorporem à estratégia de segurança hídrica outros elementos, tais como a proteção dos mananciais, a promoção do reuso, a captação de água de chuva, a despoluição dos rios, a priorização e universalização do esgotamento sanitário, a redução de perdas na distribuição dos sistemas de saneamento básico e a indução ao consumo consciente.

Em setembro de 2019, o IDS lançou a plataforma Segurancahidrica.idsbrasil.org com a Campanha #Nossocopomeiovazio, para sensibilizar a sociedade sobre a situação das águas no Brasil e apresentar propostas para um novo modelo de cobrança para a conta de água, a partir do estudo do caso da Sabesp, maior empresa de saneamento básico da América Latina, que atende 362 municípios do Estado de São Paulo. A tarifa é assim apresentada como um instrumento poderoso para que possamos mudar essa realidade e para garantir o direito humano ao abastecimento de água e a coleta e tratamento de esgoto para todos os brasileiros e brasileiras. 

 

 

Social